Cadastre-se aqui e participe dos nossos cursos e eventos.

Login

História

 

 

 

APBr - Associação Psiquiatrica de Brasília, é uma entidade sem fins lucrativos, representativa dos psiquiatras no Distrito Federal.

 

 

ATA DA ASSEMBLÉIA DE FUNDAÇÃO DA APBr.

Reunião do Departamento de Psiquiatria da Associação Médica de Brasília do dia vinte e dois de junho de mil novecentos e sessenta e seis.

Aberta a sessão pelo seu Presidente, Odilon, que explicou o motivo da reunião, qual seja o de estudar em fórmula para a dinamização do Departamento, com aumento ao número de cargos. Feita a leitura da ata anterior o Dr. Otoni pede a palavra para fazer um histórico do Departamento, desde a sua fundação como Sociedade até sua absorção pela A.M.Br. como, digo, aí então como Departamento. Há então troca de opiniões e esclarecimentos entre os colegas Baiocchi e Otoni sendo que o colega Baiocchi propõe que por ora apenas se amplie o Departamento com a criação de novos cargos e que se decida a fundação da Sociedade de Psiquiatria para data posterior. Propõe então o colega Baiocchi a criação dos seguintes cargos no Departamento: Presidente; Vice-Presidente; Secretário Geral; 1 o Secretário; 2 o Secretário; Tesoureiro e Suplente de Tesoureiro, além de um Conselho Deliberativo composto por três membros. A Dra. Ceres Maria pede então esclarecimentos sobre como funcionava tal Departamento, enfim qual seria seu regime de funcionamento. Propõe então o Dr. Otoni que o Departamento permaneça como está até que se consulte a Associação Médica Brasileira sobre as normas a serem satisfeitas para criação da Sociedade de psiquiatria. Baiocchi esclarece então que sua proposição não é que se crie agora a Sociedade e sim se amplie o atual Departamento e que se pense na Sociedade num futuro próximo. Odilon ao retomar a palavra fez questão de cumprimentar os colegas que pela primeira vez comparecem à reunião, no que é recomendado pelo colega Miguel. Logo após Miguel levantou a questão de como ficará o Curso de Psiquiatria ora em andamento numa vez ampliado o Departamento, no que é esclarecido pelo colega Baiocchi que está o mesmo a par da organização do Departamento, também desempenhará esta organização. O colega Agnelo aplaude a proposta apresentada e tece considerações os horizontes que se abririam com a organização do Departamento e posterior criação da Sociedade. Tem ainda considerações sobre a fundação da Associação Psiquiátrica e as vantagens adviriam com a criação de nossa Sociedade. Odilon e Agnelo trocaram então impressões sobre o aspecto legal do Departamento, da Sociedade e suas relações com a Associação Brasileira de Psiquiatria, Agnelo sugere que se consulte a Associação Psiquiátrica da Guanabara. Odilon tece considerações sobre o número de cargos propostos pelo colega Baiocchi e também propões sejam ouvidos os colegas ausentes. Após troca de opiniões de vários colegas os membros por votação unânime aprovam o aumento do número de cargos do Departamento. Agnelo levanta a questão quanto a sua participação legal na reunião de vez que não é Associado da Associação Médica de Brasília, após várias opiniões é decidido que suas opiniões são válidas já que é colega e convidado, além de estar com a proposta da Associação Médica em mãos pronto para assina-la. Estabelece-se então discussão entre os colegas sobre os aspectos legais e vantagens do Departamento ou da Sociedade, sua filiação ou não à A.M.Br.. Em meio à discussão o colega Baiocchi faz a seguinte proposta: que no dia 05.07.66 se faça nova reunião, após correspondência com o Rio, para que então se faça a eleição de novos membros e se decida se a denominação continua Departamento ou Associação ou Sociedade. Agnelo alega que não é necessário a consulta a Guanabara e que os problemas poderão ser todos discutidos e resolvidos aqui mesmo, não havendo nenhum incoveniente quanto à filiação a Associação Psiquiátrica Brasileira. Após discussões em que participaram todos os colegas e após consultas dos mesmos por votação ficou decidido:

1 o o Departamento volta a se denominar Associação, Associação Médica, digo Psiquiátrica de Brasília, tendo o colega Otoni pedido que constasse nesta ata uma referência a primeira ata deste livro quando então era criada a Associação Psiquiátrica de Brasília.

Discute-se logo após a eleição imediata ou não da nova Diretoria. Posta em votação, por unanimidade fica resolvido:

•  a Associação terá 10 membros como proposto pelo colega Baiocchi. Passa-se então ao preenchimento dos cargos. O colega Otoni então propõe que se eleja cargo a cargo. Após eleição secreta foi eleita a seguinte diretoria para a Associação Psiquiátrica de Brasília:

Presidente: Odilon Alves de Oliveira

Vice-Presidente: Caiuby A.M. Trench

Secretário-Geral: Tito Nícias R. T. da Silva

1 o Secretário: Antônio Otoni Soares

2 o Secretário: Ceres Maria J. Fragoso

Tesoureiro: Miguel Jorge Sobrinho

Suplente de Tesoureiro: José João Comini

Conselho Deliberativo:

•  Agnelo Correia

•  Quintino Rodrigues Castro

•  César Baiocchi

A presente reunião que se iniciou às 20:30 horas, contou a presença dos Psiquiatras: César Baiocchi, Odilon Alves de Oliveira, Miguel Jorge Sobrinho, Agnelo Correia, Antônio Otoni Soares, Quintino Rodrigues Castro, Ceres Maria Jacobina Fragoso e Tito Nícias Rodrigues Teixeira da Silva, tendo todos participado da votação.

Ao encerrar a reunião foi aprovada para ordem do dia da próxima reunião: Programa de Trabalho para os próximos meses e filiação à Associação Brasileira de Psiquiatria. Nada mais tendo a se discutir encerrei a lavratura da presente ata que vai assinada por todos os participantes. Próxima reunião no dia 05.07.66. 

DIRETORIA

Presidente Odilon Alves de Oliveira

Vice-Presidente Caiuby A.M. Trench

Secretário Geral Tito Nícias R. T. da Silva

1 o Secretário Antônio Ottoni Soares

2 o Secretário Ceres Maria Jacobina Fragoso

Tesoureiro Miguel Jorge Sobrinho

Suplente de Tesoureiro José João Comini

CONSELHO DELIBETARIVO

Agnelo Correia

Quintino Rodrigues Castro

César Baiocchi

MEMBROS FUNDADORES

Nomes Nacionalidade Profissão Est. Civil

Tito Nícias R. T. da Silva Brasileira Médico Casado

Agnelo Correia Brasileira Médico Casado

César Baiocchi Brasileira Médico Casado

Odilon Alves de Oliveira Brasileira Médico Casado

Antônio Ottoni Soares Brasileira Médico Casado

José João Comini Brasileira Médico Casado

Miguel Jorge Sobrinho Brasileira Médico Casado

Caiuby de Azevedo M. Trench Brasileira Médico Casado

Ceres Maria Jacobina Fragoso Brasileira Médica Desquitada

Quintino Rodrigues Castro Brasileira Médico Casado

Ridette Gomes de Carvalho Brasileira Médica Casada

Astir Hissa Neiva Brasileira Médica Casada

 

Nossos cursos / veja todos



http://www.apbr.com.br    |    Todos os direitos reservados    |    Desenvolvido por: GigaPix Multimídia 2014